O Auto da Compadecida

Um Pouco Sobre o Filme O Auto da Compadecida

O Auto da CompadecidaO Auto da Compadecida é um adorado filme de comédia brasileiro, baseado na grande obra de mesmo nome, do autor Ariano Suassuna (A Pena e a Lei e Os Homens de Barro).

A adaptação para os cinemas foi feita por Guel Arraes (Nada Será Como Antes e Lisbela e o Prisioneiro) e distribuída pela Columbia Pictures do Brasil. E conta com atores de renome como Selton Mello que interpreta Chicó e João Grilo, vivido por Mateus Nachtergale.

O cenário é no sertão do estado da Paraíba. Com o estereotipo típico que dão as cidades do nordeste do Brasil. Com a maioria de seus habitantes sendo pobres e com virtudes religiosas e bem fervorosas.

A trama conta a história de muitos personagens de forma interessante, e algumas delas são sobre a vida dos amigos Chicó, um medroso irremediável e João Grilo, um homem esperto e cheio de artimanhas. Que vivem de uma forma não muito honesta. Enquanto mentem e trapaceiam para sobreviverem. Usando certa esperteza em todos os planos elaboradíssimos em quase todas as situações do cotidiano. Já que dinheiro é uma coisa um pouco difícil pelas bandas onde moram.

E como previsto por toda e qualquer coisa a quem se contam os mais absurdos planos dos dois, uma hora a confusão viraria algo incontrolável. E foi o que aconteceu quando Chicó teve seu coração roubado pela filha do homem mais abastado da região. Seu nome? Rosinha (Virginia Cavendish de Até Que A Casa Caia).

O que faz com que a mais nova mentira criada seja para enganar o pai da bela moça, o Major Antonio Morais, que só concede a mão da filha para um homem rico e bem sucedido. A mentira é criada para que Chicó possa desposá-la. As sequências de mentiras contadas criam uma situação gigantesca que sai do controle. E todos acabam mortos.

Quando se dão conta, estão prestes a serem réus no tão falado e temido julgamento final. Que decidirá quem irá para o céu e quem irá para o outro lado. Aquele que quase ninguém deseja ir.

Lá se encontram com Jesus Cristo (Mauricio Guimarães, de Cidades dos Homens), que causa espanto nos personagens por ser negro e o Diabo ( Luis Melo de A Casa Das Sete Mulheres), que quer leva-lo para seu lado a todo custo. Chegam a apelar a Nossa Senhora (Fernanda Montenegro, de Central do Brasil) pelo salvamento do resultado de suas más ações enquanto vivos na terra.

Sem dúvidas, O Auto Da Compadecida é uma junção especial e inteligente das condições de boa parte da região nordeste e forma como alguns utilizam para sobreviver a diversas condições. Mostrando um pouco da cultura proveniente do local e até o jeito característico de falar. Distribuido pela Columbia Pictures do Brasil.

Trailer: